Eesabrasil

 
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Mensagem da Semana Mensagem da Semana Dialogando com os Jovens por Dom Orlando Brandes


Dialogando com os Jovens por Dom Orlando Brandes

E-mail Imprimir PDF

A Campanha da Fraternidade de 2013 nos leva a estreitar o diálogo com os jovens. Antes de tudo, podermos partilhar com eles alguns pensamentos de esperança: “Diante de uma vitória, não pare. Diante de uma derrota, não desanime. Nem sempre uma vitória significa a glória. Nem sempre uma derrota significa o fim. Desistir é a saída dos fracos, insistir é a alternativa dos fortes”.

É fácil criticar os jovens. Precisamos apoiá-los, ouvi-los e com eles aprender por meio do diálogo e da interação das gerações. Lembramos que o bem vence perdendo; o mal perde ganhando, ou seja, o mal perde vencendo e o bem ganha perdendo. Deus no seu amor sempre nos rejuvenesce porque levanta da poeira os ingredientes; retira os pobres do lixo; faz da estéril, mãe feliz. Ele nos liberta das cordas da morte e dos laços do abismo; enxuga nossas lágrimas e livra nossos pés do tropeço. Jovens, nesta Campanha da Fraternidade podemos dizer que pais e filhos, adultos e jovens, Igreja e juventude se abraçarão.


A fé nos atesta que Deus confia-nos como atestam as escrituras. Ele faz justiça aos oprimidos, dá alimento aos famintos, liberta os cativos, abre os olhos aos cegos, ergue os caídos, protege o estrangeiro, ampara órfão e a viúva e confunde os maus. Como é bom a gente ter fé. Nossos horizontes se abrem, o coração se dilata, as mãos se abrem, os pés tornam-se velozes na busca do irmão e da paz. A fé nos leva a remar contra a corrente e nos confere forças para fazer a diferença. Não tenhamos medo de ser diferentes numa cultura massificada como a nossa. Um jovem cristão não se acomoda aos ditames da sociedade secularizada.

Dizia o papa João Paulo 2º na festa do jubileu da juventude: “Jovens, não sejais mercadores da ilusão, viajem sem bagagem, adoradores da ética da satisfação, escravos do barulho e da euforia; nem vítimas da cultura da morte”. Que palavras cheias de sabedoria e de amor aos jovens. O papa bem sabia que Jesus Cristo suscita idéias; atrai, seduz, fascina a todos, mas de modo particular a juventude. Jesus é um paciente companheiro de viagem que sabe respeitar os tempos e os ritmos do coração dos jovens e jamais fecha para eles os braços da misericórdia, mesmo quando o desiludimos. Jesus Cristo é o melhor confidente da juventude, que jamais se cansa de esperar e só ele têm palavras que resistem às ilusões do mundo.

Jovens, acolhei o olhar amigo de Jesus. Experimentai a beleza da amizade com Cristo e a paz que ele permite habitar em nossos corações. É assim que vencemos o maligno e somos fortes, descobrindo-nos filhos e filhas amados pelo Pai que nos deu seu Filho. João Evangelista afirma que os “jovens são fortes” (cf I Jo 2, 13), pois a fé e a vitória que vence o mundo. Possamos ser fortes na luta contra o mal, a exploração, a corrupção, a mentira, mas, principalmente, ser fortes na prática do bem, no respeito à vida, na benevolência, no seguimento de Jesus.

A Campanha da Fraternidade tem como objetivo geral ajudar os jovens no seguimento de Jesus Cristo, na participação da vida da Igreja e na colaboração em favor de uma nova sociedade. Com isso, os jovens receberão um benefício estimado para se relacionarem com seus pais, para assumirem com responsabilidade seus estudos, para participarem da realidade política, para conseguirem emprego e se realizarem na vida. Portanto, a partir de Cristo Jesus, a Igreja renova seu compromisso de “opção pelos jovens” feito em Puebla. A Campanha da Fraternidade já é um passo na direção da Jornada Mundial da Juventude que acontecerá em julho deste ano, no Rio de Janeiro.

 

Dom Orlando Brandes




 

Nossa História

banner-historia-pq

Identidade

banner-identidade-pq

Visão-Ação

banner-visao-pq

Metodologia

banner-metodologia-pq